3 situações em que você contratou juros caros e nem se deu conta

3 situações em que você contratou juros caros e nem se deu conta

Usamos crédito o tempo todo, mas algumas modalidades consomem mais juros do que você imagina.

1) Quando você investiu em equipamentos para sua empresa, mas parcelou no cartão

Calma, não significa que o parcelamento seja ruim. Quando você se organiza financeiramente para pagar as parcelas em dia, tá tudo certo. O problema é manter um alto valor vinculado ao cartão de crédito. É um risco muito alto, pois os juros do cartão, seja no parcelado ou no rotativo, são os maiores do mercado. Se, por algum imprevisto, você precisar atrasar ou renegociar o pagamento da dívida, estará sujeito a taxas altíssimas. Há opções de crédito para investimentos em sua empresa com menores taxas que os juros do cartão e com ganho no poder de barganha junto ao seu fornecedor, já que ele vai receber à vista.

2) Quando você usou cheque especial pra pagar outra dívida

A oferta fácil do cheque especial já fez muita gente trocar uma dívida por outra com taxas mais altas. Não por acaso ele se confunde com seu saldo real no extrato bancário. Fuja dessa! O cheque especial faz dupla com o cartão de crédito no ranking das maiores taxas de juros do mercado.

3) Quando você tinha dinheiro, usou cartão de crédito e não pagou a fatura toda

A facilidade de uso do cartão de crédito, especialmente nas compras online, faz com que muitas pessoas utilizem mais o crédito do que o pagamento à vista. É um erro primário para quem deseja sanear a vida financeira. Isso porque o risco de ter de pagar taxas de juros mais caras é maior. O pagamento parcial ou atrasado da fatura é o pior dos cenários, pois é sobre essas condições que incidem as mais altas taxas de juros. No fim de 2016, por exemplo, a taxa dos juros médios do cartão de crédito alcançou surreais 459,53%, segundo a Anefac.

Acesse o site da Bcredi e faça seu próprio comparativo das taxas de juros entre as principais modalidades de crédito. Nosso crédito é descomplicado, como você.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.