5 pontos a considerar no seu planejamento financeiro

5 pontos a considerar no seu planejamento financeiro

Que tal aproveitar que o ano está acabando e organizar a vida financeira para o ano que vem?  

Um planejamento financeiro serve para organizar as suas receitas e despesas. Tanto o que já passou como o que está por vir, para que você não perca de vista suas obrigações. Dessa forma, você pode evitar compras por impulso que possam te endividar, por exemplo, sem perder de vista o seu saldo bancário.

Você pode simplificar começando por baixar uma planilha para gestão das suas finanças pessoais. É fundamental que você mantenha um controle manual das entradas e saídas, para contemplar os gastos ou ganhos que não passem pela conta bancária. Além disso, fazer seu próprio planejamento manual é uma forma de não se tornar refém da tecnologia oferecida por aplicativos especialistas.

Confira outras dicas para você criar um bom planejamento financeiro pessoal e permaneça no azul em 2018:

  1. Entenda como funcionam suas finanças

Cada pessoa tem um jeito de consumir e organizar o seu dinheiro. Enquanto alguns poupam com facilidade, outros sempre cedem às compras por impulso. Para montar um bom planejamento financeiro pessoal, é preciso entender como você lida com o dinheiro. Você gasta mais do que ganha? Tem reserva de emergência? Tem dívidas?

  1. Defina seus objetivos financeiros

Depois de entender como você gasta, é hora de definir seus objetivos financeiros. Neste momento, é importante ser realista. Não adianta estipular juntar R$ 100 mil em um ano se seu salário é de R$ 1 mil, né? Pense em algo possível de ser alcançado e desmembre o objetivo em metas de curto prazo. Se o objetivo for uma reserva de R$ 1.200 no fim do ano, por exemplo, comece com a meta de juntar R$ 100 por mês.

  1. Compare os preços antes de comprar

Com a internet, a tarefa fica muito fácil: é só digitar o produto ou serviço que deseja comprar e pronto, você já fica sabendo os melhores preços disponíveis. Ah, mas não se esqueça de ficar atento à reputação da loja: pagar mais barato, mas em lugar que não é confiável, pode apresentar riscos, inclusive prejuízo.

  1. Aprenda a poupar dinheiro

Aprender a poupar começa por um entendimento muito simples: você precisa gastar menos do que ganha. Pode parecer óbvio, mas muitos não conseguem respeitar essa regrinha básica.  Aprender a poupar passa por avaliar as despesas de forma objetiva, traçar metas realistas e, principalmente, determinação e persistência para mudar hábitos de consumo e economizar um pouco por mês.

 5. Aprenda a investir dinheiro

Depois de aprender a poupar, é hora de saber como investir o que sobrou. Primeiro, entenda o seu perfil de investidor (é conservador, ousado, moderado?) e a quantia que tem disponível. Alinhe estas informações com seus objetivos financeiros e busque investimentos que sejam adequados. Mesmo que não tenha “sobrado” recursos, é possível investir sem dinheiro próprio.

E aí? Vamos lá!? Inicie agora seu planejamento para 2018 e comece o ano novo diferente!

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.