Como abrir uma empresa em 7 passos

Como abrir uma empresa em 7 passos

Você se sente preparado para o desafio de empreender, mas não sabe como abrir uma empresa? Preparamos 7 dicas simples que servem como ponto de partida para futuros empreendedores tirarem seu negócio do papel.

1. Segmento de Mercado – Área de Atuação

Escolher a sua área de atuação e o que você quer fazer é o primeiro passo. A principal dica é escolher um mercado em que você já atue ou conheça bem.

Depois, mesmo gostando e conhecendo o mercado, é importante que se faça uma ampla pesquisa para descobrir o investimento e a viabilidade para a abertura do seu negócio naquela área. Você estará na fase do plano de negócios.

2. Planejamento – Plano de negócios

Uma boa empresa começa com um planejamento. Dificilmente você começaria a erguer uma casa sem uma planta, certo?

Então, por que é que você faria isso com a sua empresa?

Por isso, o plano de negócios é a peça-chave para o sucesso de seu empreendimento. Todas as etapas para realização e obtenção dos resultados da sua empresa estarão contidos nele.

De acordo com o Sebrae, um bom plano de negócios deve responder às seguintes perguntas:

  • O que é o negócio?
  • Quais são os principais produtos e/ou serviços?
  • Quem serão seus principais clientes?
  • Onde será a empresa?
  • Qual é o montante de capital a ser investido?
  • Qual será o faturamento mensal?
  • Que lucro espera obter com o negócio?
  • Em quanto tempo espera que o capital investido retorne?

3. Atividade da empresa

As opções de enquadramento de empresas se classificam em:

  • Indústria;
  • Comércio varejista;
  • Comércio atacadista;
  • Prestação de serviços.

Dentro dessas grandes áreas, existem diversas ramificações dando origem a um número grande de outras atividades. Cada uma delas recebe um número único em todo o país: o Código Nacional de Atividade Econômica (CNAE).
Para saber o CNAE da sua atividade, consulte a página oficial no site do IBGE.

4. E qual o tipo da minha empresa?

As opções para classificar micros e pequenas empresas por tipos são:

  • Microempreendedor Individual (MEI)
  • Empresário Individual
  • Sociedade Empresária Limitada
  • Sociedade Simples Limitada
  • Empresa Individual de Responsabilidade Limitada (Eireli)

Aqui você também pode contar com a ajuda do Sebrae/PR para conhecer melhor os diferentes tipos de empresa e ver em qual você se encaixa. Mas o ideal é que você conte com o auxílio do seu contador durante o plano de negócios para não errar.

5. Consulta e Viabilização

Qual o nome do seu negócio? E onde ele será instalado? Antes de abrir sua empresa, é necessário informação. Ainda na fase do plano de negócios, verifique a viabilidade do nome e do local pretendido para funcionamento.

Para o nome, faça uma pesquisa de antecedência sobre a existência de empresas constituídas com nomes idênticos ou semelhantes. Essa é uma etapa obrigatória que deve ser preenchida no site da junta comercial do seu estado.

Para a localização, consulte a prefeitura do município onde sua empresa será instalada para verificar os critérios de concessão do Alvará de Funcionamento para o exercício da sua atividade no local escolhido. Há zonas de cada cidade com restrições para determinados ramos e tipos de atividade, por exemplo.

6. Escolha do Regime Tributário

São três opções para recolhimento de impostos:

  • Simples Nacional: todos os impostos são recolhidos e pagos em uma guia única. Costuma ser a melhor opção para a maioria das micro e pequenas empresas.
  • Lucro Real: receitas e despesas devem ser comprovadas mensalmente. Para o cálculo dos impostos, a base é o lucro contábil.
  • Lucro Presumido: o lucro da empresa é presumido a partir de percentuais aplicados sobre a sua receita operacional bruta.

ATENÇÃO! Esta também é uma etapa difícil de cumprir sozinho. Aqui, portanto, você também vai precisar contar com o auxílio do seu contador para definir qual o regime tributário mais vantajoso.

7. Registre a empresa

Falamos de escolhas, impostos, planejamento e consulta. Tudo para “tirar a empresa do papel”.

Após ter a estratégia definida e a viabilidade confirmada, a empresa pode ser oficialmente registrada. Ou seja, é hora de colocar a empresa de novo no papel, literalmente, fazendo a retirada da documentação.

Os documentos variam muito dependendo do Estado e da sua cidade. Existem diferenças de uma prefeitura para outra, além de diferentes exigências para cada atividade comercial. Mas estes são alguns dos órgãos que você terá que visitar ou acessar online:

  • Prefeitura Municipal
  • Junta Comercial
  • Secretaria Estadual da Fazenda
  • Corpo de Bombeiros do Estado
  • Receita Federal
  • Previdência Social

O ideal é que você procure um contador e um advogado especializados no assunto. Isso vai te ajudar a evitar equívocos e dores de cabeça durante o processo.

Dinheiro para abrir uma empresa

E então? Agora que você já sabe como abrir uma empresa, está com tudo pronto ou precisa do dinheiro para o investimento?

A Bcredi descomplica para você: use seu imóvel como garantia para obter crédito saudável e tirar sua empresa do papel. Faça a sua simulação!

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.