É melhor contratar empréstimo como Pessoa Física (PF) ou Pessoa Jurídica (PJ)?

É melhor contratar empréstimo como Pessoa Física (PF) ou Pessoa Jurídica (PJ)?

Com a variedade de linhas de crédito disponíveis para pessoas e empresas, conhecer taxas e prazos de cada uma delas faz toda a diferença no momento de decidir pela contratação do empréstimo para Pessoa Física ou Jurídica.

*Este post foi originalmente publicado no dia 14/04/2017 e atualizado no dia 11/06/2018. 

O processo para contratação de crédito pelas pessoas físicas não é muito diferente daquele feito pelas empresas como pessoa jurídica: o consumidor, seja ele PF ou PJ, identifica sua necessidade de crédito, procura uma instituição financeira, apresenta sua demanda de crédito e comprova sua capacidade de honrar a quitação da dívida. As diferenças entre as formas de contratação, em geral, estão relacionadas às taxas praticadas e ao prazo de pagamento.

Crédito para Pessoas Físicas (PF)

A oferta de crédito para pessoas físicas vem crescendo de forma exponencial desde o início dos anos 2000. O período coincide com a explosão do crédito consignado, que apresenta melhores taxas do que opções mais difundidas entre o consumidor PF, como o cheque especial e o crédito pessoal. As modalidades de crédito para pessoas físicas apresentam as maiores taxas de juros praticadas pelo mercado, mas existem alternativas bastante vantajosas para esse perfil, como o Crédito com Garantia de Imóvel.

Crédito para Pessoas Jurídicas (PJ)

As empresas dispõem de uma variedade maior das opções de crédito disponíveis do que as pessoas físicas. Isso porque há agente financeiros que atuam com segmentos específicos e, por isso, conseguem ofertar produtos bastante direcionados, como linhas de crédito para o microempreendedor individual, para produtores rurais, para empresas de tecnologia, entre outros.

Essa oferta mais diversa de crédito, contudo, não significa que toda linha de crédito para PJ tenha juros mais baratos do que as opções de crédito direcionados para pessoas físicas. A vantagem se dá por mais poder de escolha, não necessariamente pelo valor reduzido ou condições para pagamento do produto a ser contratado.

Na dúvida, escolha os dois

Na Bcredi, seja para contratar Crédito com Garantia de Imóvel (CGI), você faz a análise de crédito combinando sua renda pessoal e a sua renda de Pessoa Jurídica. No caso do CGI, que oferece crédito para uso livre, esse diferencial da Bcredi permite que você contrate crédito para investir na sua empresa, por exemplo, utilizando sua casa como garantia. Com isso, você tem acesso a uma linha de crédito com taxas mais competitivas, sem ficar restrito às opções de crédito exclusivas para pessoas jurídicas.

Saiba mais e acesse agora o Simulador de Crédito Imobiliário Online, no site da Bcredi. E se você ainda ficou com alguma dúvida sobre empréstimos, clique no banner abaixo e saiba mais sobre o assunto.

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.