Empréstimo para construção: como conquistar o sonho de construir sua casa nova

Empréstimo para construção: como conquistar o sonho de construir sua casa nova

Passamos muito tempo imaginando o momento de construir uma casa nova e, já que esse passo exige uma boa quantia de dinheiro, planejamento e estratégia para ficar bem feito, fizemos esse texto que vai ajudar você a tirá-lo do papel e colocá-lo em prática!

Viagens, automóveis, festa de casamento ou uma formatura estão sempre presentes entre os objetivos de vida de muita gente, mas existe um item que está no topo da lista de quase todo mundo: construir uma casa nova.

Quando esse momento chega, surge também a preocupação com os custos do projeto, principalmente se você não tem todo o investimento necessário para avançar com a obra.

>> Simule as parcelas do empréstimo com garantia de imóvel da Bcredi. As menores taxas do mercado e o maior período de pagamento.

Neste caso, fazer um empréstimo para construção é a maneira mais inteligente e rápida de alcançar o objetivo da casa nova. Se você optar pela empréstimo certo, vai obter parcelas com valores saudáveis para o seu bolso e poderá investir os recursos que você já tem em um fundo rentável, ao invés de se desfazer dele. 

Por isso, o primeiro passo é fazer uma planilha de finanças para levantar todo o investimento necessário para fechar o seu projeto com o melhor custo-benefício possível. Mas como fazer este cálculo? Veja a seguir!

Como calcular quanto custa para construir uma casa?

Para solicitar o crédito para construção, é necessário saber quanto custa para realizar tudo o que você idealizou para a casa nova.

Lembre que você precisa comprar material de construção, contratar um engenheiro, contratar um arquiteto, pagar o alvará de construção, contratar uma equipe de trabalho e além de toda a estrutura para começar a fazer seu projeto.

Estruturar uma planilha de previsão de custos com todo o cálculo de custo previsto e detalhado da obra e o cronograma de obras pode ajudar. Nesta planilha, você deve informar: o custo do m2, o nº cômodos da casa, qual o padrão de acabamento, especificações de iluminação e tipo de piso e tudo o que será necessário para finalizar do jeito que você deseja. 

Alguns itens como: padrão da casa, arquitetura, tipo de mão de obra, tipo de terreno e localização, por exemplo, podem afetar o valor final de toda a construção do seu lar doce lar. 

Sobre a localização, é importante ressaltar que cada região possui valores diferentes de m². Por isso, se você ainda não escolheu onde será a sua construção, pode dar uma olhada nos valores médios por m² de uma casa padrão normal (R1-N) de cada estado brasileiro em 2019:

R$1.622,49: Acre (AC)

R$1.633,82: Amazonas (AM)

R$1.758,11: Bahia (BA)

R$1.469,21: Ceará (CE)

R$1.617,87: Distrito Federal (DF)

R$1.845,57: Espirito Santo (ES)

R$1.550,32: Goias (GO)

R$1.508,34: Maranhão (MA)

R$1.756,54: Mato Grosso (MT)

R$1.572,57: Minhas Gerais (MG)

R$1.871,02: Paraná (PR)

R$1.335,82: Paraíba (PB)

R$1.507,69: Pará (PA)

R$1.787,50: Pernambuco (PE)

R$1.485,31: Piauí (PI)

R$1.552,51: Rio Grande do Norte (RN)

R$1.817,10: Rio de Janeiro (RJ)

R$1.673,72: São Paulo (SP)

R$1.361,30: Sergipe (SE)

R$1.988,09: Santa Catarina (SC)

R$1.818,70: Roraima (RR)

R$1.467,29: Rondônia (RO)

Fonte: Planilha de Obras

Checklist para construir

Para iniciar as obras, você precisa entender tudo o que será necessário – do início ao fim – para ter sucesso e atingir o seu objetivo. Por isso, fazer um checklist pode ser a melhor maneira de não esquecer coisas importantes e ter todos os passos bem planejados. 

Separamos as etapas mais importantes para você construir sua casa:

  • Escolher um profissional capacitado e especializado para o projeto;
  • Solicitar orçamentos de materiais em diferentes lojas;
  • Contratar a mão de obra;
  • Regularizar a obra junto aos órgãos competentes;
  • Iniciar primeira etapa da obra: quebrar paredes e o que for necessário na casa/terreno;
  • Remover os entulhos, se necessário;
  • Iniciar a construção;
  • Elaborar rede elétrica e hidráulica;
  • Realizar a instalação do forro e do piso;
  • Iniciar a fase de acabamentos: revestimento de paredes, pintura, instalações de vidros, marcenaria e outros;
  • Fazer uma vistoria depois de todos os acabamentos realizados;
  • Realizar possíveis alterações;
  • Fazer uma nova vistoria;
  • Encerrar a obra.

Dentro de cada uma dessas etapas há várias tarefas para cumprir, mas sabendo desses pontos, você já consegue iniciar todo o seu planejamento junto ao engenheiro, de uma forma mais fácil e rápida.

Modalidades de crédito para construção

materiais para construção

Como você viu, há muitas coisas que geram despesas para a realização de um projeto como este. Você deve estar se perguntando: como conseguir empréstimo para construir

Para facilitar este caminho, listamos as principais modalidades de empréstimo para construção existentes no Brasil:

1. Empréstimo Consignado

A primeira modalidade que vamos falar é do crédito ou empréstimo consignado, pois ele é um dos mais bem vistos pelo mercado. Ela é feita entre um empregador, o funcionário e um banco parceiro.  

Funciona assim: o empregador possui um convênio com um banco e pode começar a oferecer à seus funcionários empréstimos que são descontados direto da folha de pagamento. 

Neste modelo, a taxa de juros, o número de parcelas e o valor das parcelas é definido pela empresa junto ao banco. O valor dos juros é cerca de 1,5% ao mês e, apesar de comprometer o salário, essa é uma maneira de evitar “furos” nos pagamentos e dívidas com o banco.

Porém, ele é direcionado para pessoas com maior estabilidade financeira ou com cargos públicos, pois o emprego funciona como “garantia” para o banco ou financeira.

2. Cheque Especial

Para o bem das suas finanças, preste atenção: o cheque especial deve ser usado apenas para emergências. Ele pode prejudicar de forma grave o orçamento familiar se usado de forma incorreta.

Essa modalidade possui taxas médias que ficam próximas dos 13% ao mês, uma taxa altíssima que pode gerar juros exorbitantes e prejudicar o orçamento da sua construção.

Isso significa que, em pouco tempo, caso você atrase o pagamento, as dívidas podem se tornar ainda maiores e você pode ficar negativado de forma muito rápida, necessitando de novas alternativas de crédito.

Se você já tem restrições no nome e precisa de dinheiro, há opções de empréstimo no mercado que pode te ajudar. Saiba quais são os tipos de empréstimo para negativado.

3. Empréstimo Pessoal

O empréstimo pessoal geralmente é feito em bancos e qualquer pessoa, desde que seja correntista, pode fazer a solicitação.

A taxa média de juros cobrada por instituições de crédito para empréstimo pessoal costuma ser uma das mais altas com cerca de 7% ao mês.

Ele é muito útil e ideal para pessoas que não têm bens materiais para serem usados como garantia, como casa ou carro, por exemplo. É necessário avaliar muito bem as instituições para pegar a menor taxa possível para o seu perfil.

4. Cartão de Crédito

O cartão de crédito é uma das modalidades mais usadas no país, mas a sua utilização para construção funciona apenas se você tiver um limite alto ou se for utilizá-lo como uma fonte de crédito complementar, devido aos custos de obra que geralmente são grandes.

Para ter um cartão, é necessário pagar ao banco Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e anuidade. A anuidade, por exemplo, é cobrada em parcelas na fatura e pode passar despercebida, mas são valores que, quando somados, se tornam exorbitantes.

Além disso, a média de juros do empréstimo feito através do cartão de crédito pode variar de 5% a 16% ao mês. Por isso, deve-se ter muito cuidado ao usá-lo já que, atualmente, 78,6% das famílias brasileiras possuem dívidas com o cartão de crédito e para negociar essas dívidas não é tarefa fácil.

Por conta das taxas altíssimas, o custo da sua obra, no final, pode sair muito maior do que o imaginado!

5. Empréstimo com Garantia de Imóvel

Essa foi a opção escolhida pelo Vanderlei, um dos clientes da Bcredi! 

A primeira tentativa foi buscar um empréstimo para construção com os bancos tradicionais, porém, ele enfrentou muitas dificuldades com as taxas estabelecidas.

Depois, partiu para a internet e encontrou o empréstimo com garantia de imóvel (EGI), oferecido pela Bcredi, que conta com benefícios como: 

  • Taxas reduzidas: trabalhamos com a menor taxa do mercado. O crédito conta com taxas a partir de 1,09% ao mês + IPCA;
  • Prazo mais longo: com o EGI, é possível fazer um maior número de parcelas. Damos até 180 meses para a quitação do empréstimo;
  • Parcelas mais baixas: com taxas reduzidas e prazos mais longos, as parcelas ficam muito mais acessíveis ao seu bolso.

O empréstimo com garantia de imóvel funciona como um refinanciamento e é uma das melhores opções de crédito para construção. A seguir, fizemos um comparativo para te ajudar nesta decisão.

Qual é o melhor tipo de empréstimo para construção?

Antes de conseguir um empréstimo para construir, você precisa fazer um planejamento financeiro, colocar em ordem a planilha de finanças pessoais e entender quais são os valores que cabem no seu bolso. 

Além disso, é preciso estar de olho bem aberto para as taxas de juros de cada modalidade de crédito. Por isso, preparamos um comparativo que vai ajudar você a fazer as análises e colocar todos os custos na ponta do lápis. Veja:

Modalidade de empréstimo A quem se destina Média da Taxa de juros
Cheque especial Pessoa física e jurídica Entre 12,60% e 15,43% ao mês
Crédito pessoal Pessoa física Entre 5,7% e 7,99% ao mês
Capital de giro Pessoa jurídica Entre 1,40% e 3,39% ao mês
Cartão BNDS Pessoa jurídica 1,35% ao mês
Microcrédito Pessoa física e jurídica Entre 2% e 4% ao mês
Empréstimo com garantia de imóvel Pessoa física e jurídica A partir de 1,09% ao mês

O mais legal de comparar tudo isso é que você pode entender qual a melhor opção de crédito para o seu caso. 

Com o EGI, por exemplo, você pode adicionar até quatro pessoas no contrato para a composição de renda (o proponente principal mais três pessoas), além de poder usar imóvel de terceiros como garantia, se o proprietário concordar em fazer parte da operação. Assim fica muito mais fácil construir a casa nova caso você ainda não tenha um imóvel em seu nome.

Além disso, você pode destinar o dinheiro do empréstimo para qualquer situação. Então, você pode pegar um valor maior do que o esperado para a obra e já adicionar itens como: decoração, acabamentos, móveis novos e outros itens importantes para realizar seu sonho por completo.

Ou, caso tenha outros objetivos de vida, como investir em um novo negócio ou fazer uma viagem, por exemplo, também é possível destinar o dinheiro do empréstimo para estes fins. Você pode usá-lo como e quando quiser.

Viu como fazer um empréstimo para construção é uma ideia inteligente? Agora que você já tem todas as informações necessárias para planejar tudo corretamente, faça uma simulação e veja como as parcelas do empréstimo com garantia de imóvel da Bcredi ficam leves para o seu bolso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.