Os 3 primeiros passos para quitar uma dívida cara

Os 3 primeiros passos para quitar uma dívida cara

Quando 30% da sua renda está comprometida com dívidas, é hora de ligar o alerta.

Para quem busca tornar a vida financeira mais saudável, a quitação de dívidas caras deve ser a prioridade. Isso porque uma dívida de valor elevado apresenta maior potencial de comprometimento do seu dinheiro, em função dos juros incidentes e do montante que essa dívida representa entre as suas contas a pagar.

Vale lembrar que o ideal é não ter mais de 30% da renda mensal destinada ao pagamento de dívidas, desconsiderando-se as despesas fixas. Se a soma das suas dívidas se aproxima desse teto, o recomendado é dedicar-se à quitação delas, priorizando as mais caras. Confira os três primeiros passos para você se livrar de uma dívida elevada:

Renegocie a dívida

O credor tem tanto interesse na quitação da sua dívida quanto você, por isso, lembre-se de que a renegociação é sempre uma opção. O ideal é que você calcule o que seria um valor adequado dentro das suas possibilidades e chegue para a renegociação já com uma proposta em mãos.

Troque por uma dívida menor

A taxa de juros varia muito em cada dívida. E é isso que você deve levar em conta na hora de definir quais delas priorizar. Os juros do cartão de crédito e do cheque especial, por exemplo, são mais elevados do que em operações como o Crédito com Garantia de Imóvel. Colocando na ponta do lápis, você pode trocar várias dívidas por uma única, mais barata.

Defina uma meta de economia mensal

O dinheiro para pagamento da dívida precisa sair de algum lugar. Não existe segredo: ou você aumenta sua receita, o que é mais difícil, ou você diminui suas despesas, o que está ao seu alcance. Defina um percentual de redução por mês e liste quais despesas você precisa cortar – ou reduzir – para atingir sua meta.

Agora que você já está com boas ideias, que tal conferir um material com os comparativos de crédito para entender qual é a melhor contratação para manter sua gestão financeira sempre saudável? Confira aqui!